Benefícios do controle de estoque
Benefícios do controle de estoque

Os benefícios do controle de estoque são muitos. O controle de estoque permite conhecer o status das mercadorias de uma empresa: matérias-primas e produtos acabados e semiacabados.

Para algumas empresas, verificações periódicas de referência são suficientes. Outros, por outro lado, exigem muito mais gestão de estoque, pois precisam coordenar os processos de produção e uma alta rotatividade de produtos e devoluções de clientes (conhecida como logística reversa). De qualquer forma, o controle de estoque é uma atividade fundamental para aumentar a lucratividade.

  • Leia também: Cubagem: entenda como funciona e otimize a logística do seu negócio!

Neste artigo, veremos o que se entende por controle de estoque, por que ele é tão necessário em uma realidade onde as empresas gerenciam um número cada vez maior de referências e como ele é implementado. Leia conosco e confira os benefícios do controle de estoque, vamos lá!

O que é controle de estoque?

Afinal, o que é controle de estoque? O controle de estoque agrupa um conjunto de processos e métodos destinados a supervisionar o estoque de uma empresa. O conhecimento detalhado de todas as mercadorias de uma empresa é o ponto de partida para otimizar o planejamento e organização dos fluxos e ciclos operacionais.

O controle de estoque inclui a gestão de estoque, que consiste no registro da aquisição e venda dos produtos. Uma empresa deve ter um estoque mínimo para realizar um serviço e determinar seu ponto de reabastecimento, que é quando lançar o pedido de reabastecimento.

Desta forma, é possível fazer um balanço entre os itens que entram e saem para saber a disponibilidade do armazém. O controle de estoque obriga você a levar em conta a volatilidade da demanda, lead time e desempenho do negócio para definir a quantidade de produtos necessária para satisfazer o cliente. O WMS agiliza o controle de estoque e reduz a chance de erros

Por que realizar uma verificação de estoque?

O controle de estoque visa dois objetivos básicos: minimizar o custo de estocagem e oferecer um excelente atendimento ao cliente.

A disponibilidade de um estoque excelente e o equilíbrio constante e correto dos estoques são fundamentais para a rentabilidade da empresa. A razão é que a falta de estoque pode causar atrasos ou reclamações dos clientes.

Além disso, um excesso de estoque é igualmente indesejável porque envolve um custo adicional e o risco de obsolescência das mercadorias.

Como o estoque é verificado?

O controle de estoque é um processo que pode ser feito de três maneiras diferentes:

Papel ou manual

Os operadores têm uma lista do catálogo de produtos, percorrem o armazém verificando a quantidade de artigos disponíveis para cada referência e anotam o número numa folha. A desvantagem deste método é a probabilidade de cometer erros. Portanto, só é viável para pequenas empresas com níveis mínimos de estoque e rotatividade muito baixa.

Excel

Com este programa, você pode criar listas de itens em estoque. Diferentemente do método em papel, o Microsoft Excel possui templates específicos para inventários e ainda é possível coletar dados diretamente de leitores de código de barras. No entanto, quase todo o processo de entrada de dados é manual, então as chances de cometer erros são bastante altas.

Software de gestão de armazém

Obviamente, o controle manual de estoque é cansativo e tem um risco muito alto de erro. Por outro lado, softwares como o WMS excluem o suporte de papel, aceleram as atividades de controle de estoque e eliminam erros. Este software controla todas as entradas e saídas de produtos, realizando um controle total e seguro dos processos que passam por cada item.

Com que frequência o estoque deve ser compilado?

As empresas devem estabelecer uma cadência para a realização do estoque, que depende também de variáveis como a quantidade de produtos disponíveis, a dimensão do armazém e o número de operadores.

O controle de estoque pode ser periódico (por exemplo, mensal, trimestral, semestral ou anual) e ocupar grande parte da força de trabalho por um ou mais dias durante os quais o ciclo operacional do armazém é interrompido. Além do considerável esforço envolvido, é uma atividade manual com alta probabilidade de erro.

Uma alternativa é o estoque cíclico. Nesse caso, algumas referências são contadas com mais frequência do que outras com base em características comuns ou rotação. Ao contrário do estoque anual ou semestral, permite conhecer com mais rigor as referências armazenadas e assim reduzir o risco de rupturas.

Por fim, o ideal é ter um controle de estoque em tempo real, ou seja, um estoque constantemente atualizado que registre todas as movimentações do estoque (desde as entradas às saídas até as movimentações internas).

Para realizá-lo, deve ser implementado um software WMS, que monitora em tempo real o recebimento, permanência e embarque dos produtos. Com estoque em tempo real, os custos são reduzidos e os erros e interrupções nos ciclos operacionais são eliminados.

Este foi o nosso guia sobre os benefícios do controle de estoque. Ficou alguma dúvida sobre o conteúdo? Comente abaixo e até a próxima!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui