A Nvidia parece estar bem ciente do problema de falta de placas de vídeo no mercado, que vem acontecendo há algum tempo. Embora os problemas de produção e rendimento sejam algo que a empresa não pode resolver por conta própria, a empresa também está ciente que as criptomoedas estão num ótimo momento atualmente, valorizando cada vez mais, o que levou os mineradores de Ethereum, entre outros, a comprar muitas GPUs disponíveis. 

Para resolver o problema, a Nvidia anunciou novos ‘Processadores de mineração de criptomoeda’ (ou CMPs) dedicados que foram projetados especificamente para mineração.

Esses dispositivos não serão capazes de executar tarefas gráficas como uma GPU convencional e não terão saídas de vídeo. Os CMPs foram otimizados para desempenho de mineração com eficiência energética, usando tensão e frequências de núcleo de pico mais baixas.

Por enquanto, a Nvidia anunciou quatro modelos de sua nova linha CMP HX. Suas especificações, bem como suas disponibilidades iniciais, estão listadas abaixo:

30HX40HX50HX90HX
Taxa de hash Ethereum26MH / s36MH / s45MH / s86MH / s
Potência nominal125W185W250W320W
Conectores de energia1x 8 pinos1x 8 pinos2x 8 pinos2x 8 pinos
Tamanho da memória6 GB8GB10 GB10 GB
DisponibilidadeT1T12º trimestre2º trimestre

Como as GPUs, os CMPs estarão disponíveis através de fabricantes como Asus, Gigabyte, MSI, etc.

Juntamente com o anúncio dos novos CMPs, a Nvidia também anunciou que a empresa irá reduzir o desempenho de mineração da próxima GPU GeForce RTX 3060 que será lançada no dia 25. 

A empresa diz que após a detecção do algoritmo de mineração Ethereum no RTX 3060, o driver da GPU será capaz de reduzir a taxa de hash do 3060 em cerca de 50%. Esta incapacidade do desempenho de mineração Ethereum no 3060, a Nvidia espera, deve impedir que os mineradores em potencial comprem o RTX 3060.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui