Plataformas como Youtube, Instagram e TikTok se tornaram extremamente populares. Por isso, muitas pessoas resolveram usar essas redes sociais como fontes de renda. Aliás, alguns influenciadores digitais ficaram tão famosos que conseguiram faturar valores milionários. Obviamente, essas pessoas são a exceção da exceção.

Contudo, está nítido que trabalhar na internet é algo sério e real. Inclusive, existem pessoas que resolvem transformar suas páginas em verdadeiras empresas. Entretanto, para lidar com esse tipo de trabalho, é necessário saber em qual plataforma começar. Assim, será mais fácil definir quais serão suas estratégias de monetização. Leia este texto e saiba qual dessas três plataformas pode render mais dinheiro.

Monetização do YouTube

Criado em 2005, o Youtube é a mais antiga entre as três plataformas. Dentro dele, é possível monetizar por meio de anúncios dentro dos vídeos. Dessa forma, o criador recebe uma pequena quantia a cada 1000 visualizações acumuladas por vídeo.

O pagamento dos criadores é feito em dólar e se baseia na regra de custo por mil (CPM). A cada 1000 visualizações, o youtuber pode ganhar entre 0,25 e 4,50 dólares. Por isso, é muito importante postar um conteúdo relevante e atrativo ao público. Ademais, é necessário postar vídeos com muita frequência, pois, somente assim, será possível ganhar um bom dinheiro.

Quanto mais visualizações você atrair, mais dinheiro irá receber. Contudo, é importante lembrar que, é o próprio Youtube que recomenda os vídeos para as pessoas assistirem. Além disso, o programa de monetização da plataforma é cheio de regras rígidas.

Ou seja, se alguma das políticas do Youtube for violada, a plataforma cortará a monetização daquele canal. Por isso, é muito importante conhecer as regras da plataforma antes de iniciar algum canal.

Ademais, se o algoritmo do Youtube perceber que seus vídeos não são atrativos, ele deixará de recomendá-los. Dessa forma, seu canal terá poucas visualizações, o que reduzirá muito seus ganhos com a plataforma.

Outros modos de monetizar o Youtube

Além dos anúncios do Youtube, existem outros modos de ganhar dinheiro na plataforma. É possível fazer lives e pedir doações, oferecer algum serviço em troca de pix e vender produtos em seus vídeos.

Aliás, vender produtos é bem comum, pois, vários influenciadores trabalham assim. Inclusive, muitos deles colocam links nas descrições de seus vídeos visando vender alguma coisa.

Um dos maiores youtubers do Brasil é o Felipe Neto, com 44 milhões de inscritos. Atualmente, os vídeos dele têm, em média, 210 milhões de visualizações mensais. Ademais, os ganhos desse influenciador ficam entre 52 mil e 945 mil dólares por mês.

Monetização do Instagram

Fundado em 2010, o Instagram se difere do Youtube, pois não paga seus criadores diretamente. No entanto, é possível fazer vídeos e posts anunciando algum produto. Quando isso dá certo, os influenciadores viram celebridades e conseguem ganhar muito dinheiro.

Normalmente, para ganhar dinheiro com produtos, é preciso fazer um acordo com alguma marca importante. A partir daí, o influenciador divulga o produto para seus seguidores e ganha dinheiro em cima disso.

O valor ganho nesse tipo de acordo depende muito do contrato estipulado entre a empresa e o influenciador. Mas, no geral, o que costuma definir o valor ganho é o número de seguidores na página.

De acordo com um estudo feito pelo UOL, é possível ganhar dinheiro no Instagram mesmo com “poucos” seguidores. Segundo essa pesquisa, os mega influenciadores (mais de 1 milhão de seguidores) tendem a ganhar 500 mil reais por mês.  

Por outro lado, os macro influenciadores (entre 200 mil e 1 milhão de seguidores) tendem a ganhar 100 mil reais por mês. Por fim, quem possui entre 20 mil e 200 mil seguidores pode ganhar até R$ 30 mil por mês.

A importância das visualizações

Assim como no Youtube, para monetizar o Instagram é muito importante ter visualizações nos posts. Ou seja, é necessário que cada postagem do perfil seja vista por muitas pessoas. Dessa forma, ficará mais fácil vender produtos ou conseguir alguma parceria.

A lógica é simples: se ninguém vê suas postagens, não há porque contratar para divulgar algum produto. Ou seja, sem visualizações, sem ganhos no Instagram.

Um bom meio de resolver esse problema é comprar visualizações reels. Dessa forma, mais pessoas verão o seu conteúdo e poderão conhecer aquilo que você vende. No entanto, a compra de visualizações só terá valor se os posts de sua página tiverem qualidade.

Não adianta nada elevar seu número de views, se suas postagens não tiverem valor. Por mais que a compra eleve suas visualizações, as pessoas só seguirão sua página se realmente valer a pena. Portanto, poste um conteúdo de qualidade, frequente e que gere engajamento em seu público.

Monetização no TikTok

Das três plataformas citadas, o TikTok é a mais recente. Lançada em 2016, essa plataforma teve um crescimento meteórico. Semelhante ao Instagram, não há pagamento direto dentro do TikTok. Contudo, se o criador ganhar muitas visualizações, ele pode lucrar por meio de parcerias.

Quanto mais “corações” (curtidas) e seguidores o criador recebe, maior a chance dele conseguir uma parceria. Basicamente, se uma pessoa possui muitos seguidores, as grandes marcas se interessam por ela. A partir daí, ela será requisitada para anunciar produtos em seu perfil.

Lives no TikTok

Outro modo de monetizar o TikTok é fazer lives e pedir contribuições financeiras. Nessas lives, o criador pode agregar valor em algum de seus conteúdos e falar com seus seguidores. Em seguida, os seguidores podem comprar as moedas virtuais da plataforma e doá-las ao criador.

O funcionamento das lives do TikTok é bem peculiar. Normalmente, quando um usuário gosta de uma live, ele pode comprar um emoji especial e usar no bate-papo da transmissão. A partir daí, o criador pode usar esse emoji para ganhar pontos de presente. Em seguida, ele pode trocar esses pontos por dinheiro, cujo limite diário é mil dólares.

Geralmente, os melhores TikTokers ganham, em média, entre 50 mil e 150 mil dólares mensais. Obviamente, para alcançar estes valores, é necessário fazer uma boa parceria ou receber muitas doações nas lives.

Venda de produtos autorais

Outro modo de ganhar dinheiro no TikTok é criar e vender seus próprios produtos. Por exemplo, alguns criadores criam camisetas com o logo de sua página e as vendem em algum site. Logo depois, eles usam o perfil do TikTok como forma de divulgação.

Contudo, vender produtos personalizados requer estratégia e eficiência. Primeiramente, o nome do influenciador deve ter relevância. Não adianta nada uma pessoa com 300 seguidores tentar vender qualquer coisa, pois ela não terá clientes.

A venda de produtos só começará a dar frutos quando o criador tiver relevância em seu nicho. Ou seja, se a pessoa não tiver um bom número de seguidores, dificilmente essa estratégia dará certo. Por isso, é necessário ser bem cuidadoso ao trabalhar com esse tipo de coisa.

Investimento nos vídeos

Por mais que recebam grandes quantias, muitos influenciadores precisam investir muito em seus vídeos. É necessário comprar microfones, montar cenários e até mesmo fazer viagens. Portanto, antes de tentar a carreira de influencer, avalie bem seu conteúdo e o público que você quer atingir. Afinal de contas, se seus vídeos não derem resultado, você terá um grande prejuízo financeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui