macbook pro beside white ipad
Photo by Pixabay on Pexels.com

Todo dia a tecnologia se mostra mais presente. Hoje, a necessidade de armazenar dados corretamente e com segurança fez com que as transações feitas em papel entrassem em desuso. Isso porque o meio digital consegue oferecer maior economia nos processos, além de segurança, é claro.

Uma das maiores dúvidas com relação a área é referente a assinatura digital e a eletrônica. Muitos não sabem nem mesmo diferenciar uma da outra. Bem, mas o que muda de uma para outra exatamente. Apesar de serem semelhantes no nome, o termo oferece significado diferente.

Para que possa aplicar com certa facilidade essa tecnologia, hoje falaremos mais sobre elas. Sobretudo, destacamos as diferenças entre a assinatura digital e a eletrônica, até em site para imobiliária encontramos a assinatura digital.

O que é uma assinatura eletrônica

É interessante destacar que esse tipo de ação não entrou em desuso. A assinatura eletrônica, na verdade, ainda é muito importante em diversos processos. Ela oferece bastante segurança, como a que vemos em alguma plataforma imobiliária, mas pode sim ser substituída pela digital. Vamos explicar como ela funciona.

Em suma, esse tipo de assinatura oferece a digital como espécie. Em outras palavras, o meio eletrônico é o que entra em destaque aqui. Se deseja um exemplo, pense na senha do seu banco. Pois é, esse é um tipo de validação eletrônica. Assim, todas as operações acabam acontecendo a partir dela.

Dito isso, a seguir você entenderá que toda assinatura digital é eletrônica, mas nem toda eletrônica e digital. Mas é um fato que essa separação e união existe.

Sobre a assinatura digital

Esse pode ser um pouco mais complicado de entender, mas vamos explicar tudo direitinho, certo? A assinatura digital é feita com base em uma série de dados criptografados que são importantes para identificar a ação ou até mesmo a pessoa que a realizou.

O exemplo da senha, dito acima, é interessante, porque ela de fato oferece esse tipo de visão. Por esse motivo, é um meio eletrônico que também é digital. Por outro lado, alguns meios digitais não podem entrar nessa lista.

Com o objetivo de garantir uma segurança extra na autenticidade de dados e de documentações, acaba que a assinatura digital tem mais ações. O uso de digital, por exemplo, é uma ação referente a esse tipo de assinatura. Na verdade, a com maior grau de autenticação de todas.

Vamos entender a diferença

Certo, agora você já sabe como cada uma funciona, mas qual é a verdadeira diferença? Como visto, elas até são semelhantes, não é? Bem, a diferença está exatamente no grau de segurança que a assinatura digital oferece. Ela vai além da eletrônica!

Talvez você posso gostar: O que é sacaria de ráfia?

Com o uso de operações matemáticas com base em algoritmos de criptografia os resultados são melhores. Além disso, é necessário até mesmo que alguma Autoridade Certificadora chancele as informações para que tudo esteja correto.

Ou seja, a principal diferença é o nível de segurança. 

Agora, falando um pouco mais sobre as semelhanças

Como dito, são dois tipos distintos de ações. Por outro lado, possuem uma certa semelhança. É fácil imaginar algumas delas. 

Em primeiro lugar, gostaríamos de destacar que ambas possuem a mesma validade jurídica. Em outras palavras, são válidas para diferentes tipos de ações. 

Também podemos destacar que existe uma tendência no mercado para oferecer mais segurança juntamente com a tecnologia. Dito isso, em ambos os casos notará que a transformação digital está presente.

Assim sendo, atributos como:

  • Conectividade;
  • Transparência;
  • Mobilidade;
  • Confiabilidade;
  • Sustentabilidade;
  • Eficiência na operação.

Conseguem estar presentes em ambos os casos. No final, a escolha é apenas baseada naquilo que considera mais importante no momento. 

Onde é possível implementar essas ações

Em quase todos os locais conseguirá utilizar. Isso porque essas assinaturas funcionam como ações autenticadoras. Apesar da digital ser mais eficiente e segura que a eletrônica, acaba que, dependendo da área, essa diferença nem é notada.

Além disso, você deve considerar que são rápidas. Por conta disso, a maioria prefere utilizá-las a transações em papéis. Empresas acabam se beneficiando muito com isso, visto que outros processos realizados eram bastante burocráticos.

A mudança que a tecnologia pode causar nesses locais é enorme. Há mais segurança e armazenamento de dados, o que torna tudo ainda mais fácil. Porém, tenha em mente a necessidade de manter suas ações atualizadas também.

Conclusão

As diferenças podem não ser tão claras assim, mas, como visto aqui, elas existem. Naturalmente, lidar com elas não é um problema. Você poderá escolher que tipo de assinatura utilizar em diferentes ambientes. Aquela que for mais vantajosa será empregada.

Mesmo com a questão da segurança em evidência há quem prefira a assinatura eletrônica. É a que foi utilizada durante muito tempo. Ainda é muito importante para diversas áreas, como no caso de bancos.

Já a digital precisa ser melhor averiguada para conseguir melhor uso. Atualmente, algumas instituições financeiras já utilizam ela.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui